UEM vai à SBPC com foco na popularização da ciência

O MUDI vai representar a Universidade junto com a equipe do NAPI Paraná Faz Ciência

Dia 7 de julho, um domingo, começa a programação oficial da 76ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). O Paraná estará presente neste evento, que é considerado o maior na programação científica da América Latina. Centenas de cientistas, estudantes, professores e pessoas da comunidade em geral vão se reunir na Universidade Federal do Pará (UFPA) para a grande festa da ciência. O Novo Arranjo de Pesquisa e Inovação (NAPI) Paraná Faz Ciência vai participar com diferentes projetos.

Para se ter ideia do que o evento significa é importante saber quem organiza. A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) é uma entidade civil, sem fins lucrativos ou posição político-partidária, voltada para a defesa do avanço científico e tecnológico e do desenvolvimento educacional e cultural do Brasil. 

A escolha da UFPA para sediar a SBPC, em 2024, ocorreu em um encontro do Conselho da SBPC e teve aprovação unânime. A festa nacional da ciência já foi realizada por lá em outras duas ocasiões. A primeira em 1983 e, a última delas, há 16 anos, em 2007, quando as atividades foram concentradas no Hangar Centro de Convenções da Amazônia. 

Em 2024, as atividades vão ocorrer no campus-sede da UFPA, em Belém, às margens do Rio Guamá. A programação do evento é de conferências, mesas-redondas, painéis, sessões especiais e mini cursos presenciais e web minicursos. Essa parte é organizada pela SBPC a partir de propostas apresentadas à Comissão Executiva Local e Sociedades e às Associações Científicas afiliadas à SBPC. 

Programação Pará – A SBPC Jovem é um evento associado à Reunião Anual da SBPC e acontece desde 1993. As atividades buscam incentivar o contato de estudantes e professores dos ensinos fundamental, médio e técnico com o conhecimento científico, despertando o interesse pela ciência, tecnologia e inovação.

“Esse é um dos espaços mais eficientes de popularização, divulgação e comunicação pública da ciência, atuando ativamente para o Ensino das Ciências. É reconhecidamente uma das mais destacadas agendas nessa área”, diz a coordenadora de projetos do Museu Dinâmico Interdisciplinar, da Universidade Estadual de Maringá (MUDI/UEM), Débora Sant’ Ana.

Toda essa “agenda” ocorre em duas principais ambiências: a Tenda da SBPC Jovem e a Avenida das Ciências: Ciência Móvel.

Os projetos de Ciência Móvel (carretas, ônibus, trailers) vão formar um grande espetáculo na SBPC Jovem. É a Avenida das Ciências. As exposições totalmente interativas encantam crianças, jovens e adultos. E é aqui que entra a mobilização do Novo Arranjo de Pesquisa e Inovação (NAPI) Paraná Faz Ciência, do qual o Conexão Ciência – C² é parte. 

O C² vai mostrar os seus resultados. A coordenadora-executiva do projeto, a jornalista e pesquisadora Ana Paula Machado Velho, preparou um vídeo sobre o Conexão Ciência e vai conversar com o público sobre a importância da divulgação da científica. 

O C² e todo o pessoal do Paraná Faz Ciência ainda vai fazer uma homenagem a dois cientistas que estariam completando 100 anos, se estivessem, ainda, entre nós. Um deles é César Lattes (1924/2005), o mais famoso e brilhante físico brasileiro. O centenário será comemorado na SBPC, no dia 11 de julho. 

A outra homenagem é para Carolina Martuscelli Bori. “Ela trabalhou pelo reconhecimento da Psicologia como ciência nas universidades e teve um papel muito importante para a consolidação da ciência brasileira. Bori, inclusive, foi presidenta, vice-presidenta e secretária da SBPC. Um exemplo para as cientistas mulheres brasileiras”, destaca Ana Paula. 

A jornalista produziu um vídeo falando um pouco da história de Bori e de César Lattes que será exibido no estande do PRFC. O audiovisual ainda conta a história da confecção de um busto de Lattes encomendado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). 

Anatomia – No Circo da Ciência estará o Museu Dinâmico Interdisciplinar, da Universidade Estadual de Maringá (MUDI/UEM), onde o Conexão Ciência – C² tem sede. Na SBPC, o MUDI vai responder à pergunta: você sabe quais as funções desempenhadas pelos ossos? Esse conteúdo foi escolhido para valorizar a tradição da equipe do MUDI que é expert em anatomia humana. Uma delas é a professora Ana Paula Vidotti. 

“Vamos falar de sustentação do organismo, proteção dos órgãos vitais, garantia da movimentação, produção de células sanguíneas e linfáticas e armazenamento de alguns sais minerais, tais como cálcio e fósforo. Tudo isso tem a ver com nossos ossos”, adianta Vidotti, que é coordenadora de projetos do Museu.

Segundo um dos articuladores do NAPI PRFC, o professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Rodrigo Arantes Reis, toda essa programação vai fazer parte do estande integrado do Paraná Faz Ciência e tem o objetivo de mostrar a grande Rede de Divulgação Científica paranaense, que o NAPI representa. 

Reis destaca que essa articulação de iniciativas de popularização da ciência em Rede que o Paraná está promovendo é inédita. Na SBPC, essa interação fica clara com a participação conjunta do MUDI, do LabMóvel da UFPR, do C², entre outros projetos, em um grande espaço  compartilhado.

“A SBPC é um evento-chave. A SBPC Jovem, principalmente, é um evento enorme de divulgação científica, que atrai os principais atores da área, e da ciência e tecnologia no Brasil. Então, é uma grande vitrine poder apresentar as estratégias que provam que o Paraná faz ciência, apoia quem faz e leva o conhecimento produzido por ela para as pessoas, de diferentes formas”, resume Reis.

Serviço

76⁠ª SBPC 

Quando: 7 e 12 de julho. No dia 13 de julho será o Dia da Família na Ciência, com livre acesso ao público em geral.

Para quem: escolas de ensino fundamental, médio e técnico, públicas e privadas. 

Onde: no campus do Centro Guamá da UFPA, em Belém; e virtuais, com transmissão pelo canal da SBPC no YouTube